Início » Blog » Lábio Leporino: tudo o que você precisa saber sobre o assunto!

Lábio Leporino: tudo o que você precisa saber sobre o assunto!

 

No post de hoje te contaremos tudo sobre o lábio leporino.

 

O QUE É?

 

O lábio leporino, ou fissura labiopalatal, é uma abertura do lábio que pode acometer também o nariz e o céu da boca, ou palato. Tal acontecimento ocorre durante a gestação do bebê, entre a quarta e a oitava  semanas.

 

Confira: 15 dúvidas sobre Botox Estético  

 

labio leporino fenda de palato

 

As fissuras podem variar de tamanho, sendo completas ou incompletas e acontecer de um lado apenas ou dos dois lados, ou seja, podem ser unilaterais ou bilaterais. Também podem ser mais leves, aparecendo em forma de cicatriz. Nos casos mais extremos pode haver fissuras completas no lábio e palato, influenciando inclusive na alimentação e audição do bebê.  As fendas de lábio e palato ocorrem em 1 a cada 650 crianças.

 

Leia também: Rinite alérgica: Causas e tratamentos

 

POR QUE ISSO ACONTECE?

 

Essa é uma questão que é feita frequentemente.

 

Existe a possibilidade de herança genética quando algum familiar apresenta fissura, contudo, há vários casos (a grande maioria) de fissura labiopalatal no recém-nascido, onde ninguém da família possui histórico dessa alteração. Portanto, a causa do lábio leporino, como diversas doenças, ainda é considerado um mistério, podendo ser atribuído também à “causas ambientais”.

 

 

DIAGNÓSTICO

 

A fissura labiopalatal pode ser identificada na gestação por meio de uma ultrassonografia de rotina.

 

COMO PREVENIR?

 

Infelizmente não existe prevenção para que o bebê não nasça com lábio leporino – ainda sim, é 100% necessário fazer todos os exames solicitados pelo seu médico de confiança!

 

labio leporino fenda palatina

 

O que é possível fazer é tomar pequenas medidas que ajudarão na vida saudável do bebê e da mãe também. Possuir uma boa alimentação, fazer esportes regularmente e ter um médico acompanhando a gestação são dicas fundamentais para o bem-estar em qualquer gravidez.

 

QUAIS SÃO OS CUIDADOS E TRATAMENTO PÓS-PARTO?

 

Após o nascimento do bebê e o diagnóstico dessa malformação, os tratamentos são de suma importância e todos os cuidados devem ser realizados, para que não haja sequelas. As mais frequentes são: perda da audição, problemas de fala e de alimentação, assim como problemas sociais devido ao preconceito.

 

No período da amamentação o cuidado também tem que ser tomado, para que o neném não se engasgue. O médico que cuida da sua gravidez ou o pediatra pode – e deve! – auxiliar no momento da amamentação, dando dicas de como posicionar o recém-nascido, e também indicando mamadeiras compatíveis.

 

Quando o bebê completar três meses já é possível realizar a primeira cirurgia, que se preocupa em corrigir o lábio e o nariz. Em relação ao palato, é possível realizar a cirurgia quando o bebê completar 12 meses de idade. Contudo, é sempre importante verificar com o médico e fazer uma avaliação em relação às cirurgias. Cada criança tem seu processo de crescimento e isso deve ser respeitado. 

 

Veja também: Minhas impressões sobre transplante e reconstrução facial

 

O tratamento é longo, pois consiste em diversas cirurgias reparadoras, dentais e faciais ao longo da vida. Uma equipe treinada com especialistas como dentistas, fonoaudiólogos, psicólogos, médicos, cirurgiões e nutricionistas deve também fazer o acompanhamento para ter certeza de que tudo corre bem com o bebê.

 

A higiene também é outro cuidado muito importante. Converse com o dentista e com o médico para instruções de como proceder em relação à escovação do dente da criança, para que não fique nenhum resíduo alimentar.

 

 

PRECONCEITO: COMO LIDAR?

 

Apesar da fenda de palato não ser um problema tão grave quanto parece, muitas pessoas têm preconceito. Muitas crianças que possuem o lábio leporino vivem isoladas, por medo dos pais sobre o que as outras pessoas vão dizer ou pensar. Isso acaba se tornando um transtorno psicológico também, resultando em problemas na fala, na autoestima e muita timidez.

 

O ideal é que a criança faça um acompanhamento psicológico desde os primeiros anos de vida, além de muita instrução e conversa em casa. O preconceito existe devido à falta de informação da população. As outras crianças podem caçoar por não entender do que se trata o lábio leporino. Instrua seu filho a contar o que aconteceu, assim as demais crianças podem entender o motivo e perceber que é absolutamente normal.

 

Sua criança tem que viver uma vida normal, ir à escola, fazer amigos e ter uma rotina. Não o isole por causa do medo do preconceito. Converse na escola com os professores, diretores e pedagogos.

 

Leia mais: 7 famosos que nasceram com malformações e você não sabia

 

 

ATENÇÃO!

 

Sempre faça a avaliação e o acompanhamento de sua gravidez com um médico de confiança. Quanto mais cedo descobrir que o bebê possa vir a desenvolver o lábio leporino, melhor e mais eficaz será o tratamento do mesmo.

 

SOBRE CLARICE ABREU

A Dra. Clarice Abreu possui uma clinica e é especializada em cirurgia plástica e craniomaxilofacial. Encontre mais informações sobre ela: http://www.clariceabreu.com.br/dra-clarice-abreu/

Quer receber nossos posts para sempre ficar por dentro das nossas novidades? Então não se esqueça de se inscrever na nossa newsletter!

Clarice Abreu

Sobre a Drª. Clarice Abreu

Sou médica especialista em Cirurgia Plástica e Cirurgia Craniomaxilofacial, com formação nacional e internacional em Cirurgia Plástica Estética e Reparadora e em Cirurgia Plástica e Craniofacial Pediátrica. Estou comprometida com um atendimento diferenciado e humanizado, respeitando a individualidade de cada paciente e valorizando seus aspectos psicológicos, suas motivações e expectativas pessoais.