Início » Blog » 15 dúvidas sobre Botox Estético

15 dúvidas sobre Botox Estético

Segundo um estudo feito pela Sociedade Internacional de Cirurgias Plásticas (ISAPS), o Botox® ainda é o maior procedimento estético feito por homens e mulheres. Só no ano de 2015 foram feitas mais de 4,6 milhões de aplicações feitas ao redor do mundo.

 

Apesar do grande sucesso do botox, é importante informar-se sobre esse procedimento estético não cirúrgico antes de decidir procurar um profissional para aplicá-lo! Para isso, veja 15 dúvidas sobre o botox:

1 – O que é o botox?

 

Apesar de ser conhecido por Botox, o verdadeiro nome da substância aplicada na pele é a toxina botulínica. Existem mais de sete tipos diferentes de toxina, porém a mais utilizada, atualmente, são as do tipo A e B.

 

2 – Do que ele é feito?

 

Essa toxina é feita por uma bactéria chamada Clostridium botulinum. Apesar de ser a mesma bactéria causadora do botulismo, um tipo raro de envenenamento, quando industrializada, essa toxina é purificada o suficiente para que seja usada em pequenas doses e, consequentemente, para que não faça mal para o organismo.

 

 

3 – Como ele age na pele?

 

O botox é um tipo de bloqueador neuromuscular que impede que os músculos recebam estímulos nervosos, o que impede que a região se contraia e evita o aparecimento de marcas e linhas de expressão. Além disso, essa toxina pode ser usada tanto de forma preventiva (quando ainda não há a formação das rugas) quanto reparadora (quando a aplicação ameniza as rugas já existentes).

O que poucos sabem é que uma vez aplicado na pele não é possível retirá-lo. Entretanto, essa inibição é apenas temporária devido à capacidade do organismo de desenvolver outras vias para a transmissão desses estímulos.

 

 

4 – A partir de qual idade eu posso usá-lo?

 

Apesar de não existir uma idade mínima, é indicado que o paciente tenha mais de 30 anos. Entretanto, é mais importante considerar a necessidade da aplicação do botox do que a idade da pessoa. Por exemplo, se uma mulher de 27 anos já possui fortes linhas de expressão e está incomodada com isso, o indicado é que ela procure um médico para que ele possa analisar qual é a melhor decisão a ser tomada.

É importante ressaltar que pacientes neurológicos, gestantes, lactantes e portadores de doenças autoimunes não devem fazer uso dessa toxina.

 

5 – Quanto tempo dura o procedimento?

 

O procedimento dura em média 30 minutos, mas o paciente só começará a ver os resultados após, no mínimo, 48 horas da aplicação e o resultado final poderá ser visto em cerca de sete a dez dias.

Após duas semanas do tratamento, é importante que o paciente retorne ao médico para avaliar se há a necessidade de algum tipo de retoque.

 

 

6 – É verdade que meu rosto ficará paralisado após a aplicação?

 

Não, isso é um mito! Cada caso é avaliado individualmente e será aplicado apenas a quantidade necessária para paralisar o enrugar da pele. 

 

7 – Dói muito a aplicação?

 

Por ser um procedimento rápido, é esperado que a aplicação do Botox seja praticamente indolor. Apesar disso, a sensibilidade a dor difere entre os pacientes, fazendo com que alguns mal sintam a injeção e que outros reclamem de uma sensação de queimação.

Para amenizar a sensação dolorosa, aplicamos anestésico tópico alguns minutos antes do procedimento.

 

 

8 – Como é o pós-procedimento?

 

Após a aplicação da toxina, o paciente deve tomar alguns cuidados para que o local não seja prejudicado. São eles:

 

– Não tocar ou massagear a região;

– Não realizar qualquer tipo de atividade física no dia em que o procedimento foi feito;

– Não expor-se ao sol;

– Não deitar e permanecer com o corpo verticalmente por quatro horas após a injeção do Botox.

 

9 – Posso ter efeitos colaterais? Existe algum risco?

 

Apesar de ser algo raro, o paciente pode sofrer alguns efeitos colaterais após a aplicação do Botox. O mais comum é Ptose Palpebral, que faz com que a pálpebra superior fique com a aparência de “caída” por um determinado período (o mais comum é que a Ptose dura cerca de quatro a seis semanas). Outras reações à aplicação são: dores de cabeça e manchas roxas nos locais em que o Botox foi injetado.

 

10 – O Botox pode ser aplicado em qualquer tipo de ruga?

 

Não! Esse tratamento pode ser usado apenas em linhas que aparecem pela movimentação dos músculos, já para as linhas mais evidentes, aquelas que ficam à mostra mesmo quando não há movimentação, o tratamento mais indicado é o uso do preenchimento. Entretanto, apenas um médico especializado será capaz de decidir qual é o melhor tratamento. 

 

11 – Em quais locais posso aplicar botox?

 

As regiões mais tratadas são:

 

– Testa;

– Pés de galinha;

– Rugas da glabela (entre as sobrancelhas);

– Elevação das sobrancelhas;

– Rugas do pescoço;

– Elevação da ponte nasal;

– Melhora do contorno da face.

 

12 – Quanto tempo o botox ficará no lugar aplicado?

 

O mais comum é que o resultado permaneça pelo período de três a quatro meses, porém em alguns casos o Botox pode durar até seis meses na pele.

 

 

13 – O que devo avaliar antes de escolher um consultório que faça esse procedimento?

 

É muito importante que você verifique se o local é corretamente higienizado, se o profissional escolhido por você tem as capacidades necessárias para fazer um procedimento seguro e se a toxina utilizada por este consultório é certificada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

 

14 – Qual profissional pode aplicá-lo?

 

Se você decidiu aplicar o Botox, não se deixe enganar por propagandas baratas! Apenas dermatologistas e cirurgiões plásticos estão devidamente preparados para realizar esse procedimento. Lembre-se que é a sua pele e a sua musculatura que está em jogo! Por isso, tenha todo o cuidado e conhecimento sobre esse tratamento estético antes de escolher um profissional para a aplicação.

 

15 – Qual deve ser o período entre as aplicações da toxina?

 

Para evitar que o seu organismo desenvolva algum tipo de resistência ao Botox, é necessário que a próxima aplicação seja feita, no mínimo, três meses após o primeiro procedimento. Entretanto, se for possível, o mais indicado é que a toxina seja reaplicada apenas após seis meses do primeiro tratamento.

 

 

 

Clarice Abreu

Sobre a Drª. Clarice Abreu

Sou médica especialista em Cirurgia Plástica e Cirurgia Craniomaxilofacial, com formação nacional e internacional em Cirurgia Plástica Estética e Reparadora e em Cirurgia Plástica e Craniofacial Pediátrica. Estou comprometida com um atendimento diferenciado e humanizado, respeitando a individualidade de cada paciente e valorizando seus aspectos psicológicos, suas motivações e expectativas pessoais.