Início » Blog » Vida longa para quem bebe vinho – a rainha comprova!

Vida longa para quem bebe vinho – a rainha comprova!

No inverno, o clima contribui bastante para o consumo do vinho, mas além de um bom companheiro para o frio, essa bebida também conta com inúmeros benefícios para a saúde. Mesmo que você já tenha ouvido falar que beber vinho faz bem, agora é o momento de descobrir todos os detalhes dessa afirmação.

Antes de mais nada, vamos conhecer as características dos vinhos.

As uvas:

  • Tinto: feito com uvas pretas e/ou tintas. As mais conhecidas são Merlot, Cabernet Sauvignon e Malbec.
  • Branco: feito com uvas brancas. Seu sabor costuma ser mais leve e frutado do que o vinho tinto. As uvas mais conhecidas por produzirem esse vinho são Chardonnay, Muscat, Sauvignon Blanc e Pinot Blanc.
  • Rosé: feito com uvas tintas também, mas aqui as cascas não são utilizadas. Às vezes, mistura-se uva branca e preta para essa produção. Esse tipo de vinho é uma ótima opção para temperaturas mais quentes, mas também pode ser consumido no inverno.

Variação dos vinhos:

  • Champanhe: Muitos não sabem, mas o champanhe é um vinho que passa por uma segunda fermentação e, dessa forma, se tem a característica espumante. Normalmente é feito com uvas brancas, do tipo Pinot Noir, Pinot Meunier e Chardonnay. Ele foi originalmente criado na região de Champagne, no norte da França. Um fato curioso é que somente o vinho produzido nessa região pode ser considerado “champagne”, por conta de seu difícil processo.
  • Lambrusco: Famoso por ser feito com uvas do tipo Malvasia ou Lambrusco, esse tipo de vinho foi criado na Itália e pode ser tanto produzido com uvas brancas como tintas. Também é conhecido como frisante.

Classificação do vinho:

  • Seco: Aqui a característica não é o tipo de uva e nem sua fermentação, mas sim a quantidade de açúcar. Esse é considerado o vinho mais saudável – por conter até 5 gramas de açúcar por litro.
  • Demi-sec: Vai de 5 até 20 gramas por litro.
  • Suave: O menos recomendado para ser ingerido todos os dias, pois conta com mais de 20 gramas por litro.

Leia também: E o Glutén, é mocinho ou vilão?

Imagem relacionada

Benefícios do vinho para o coração

Um dos benefícios mais comentados é para o coração – e isso porque o álcool produzido no vinho reduz a inflamação, inibe a coagulação do sangue, aumenta o colesterol bom, diminui a pressão arterial, reduz a oxidação dos lipídios e também previne o entupimento das artérias.

É importante ressaltar que só o vinho não é suficiente. Ele precisa ser combinado com atividades físicas e, pelo menos duas vezes por semana, para garantir uma vida mais longa e saudável, senão o resultado não será satisfatório.

Benefícios do vinho para a pele

Por ter uma grande quantidade de resveratrol (um poderoso antioxidante), o vinho ajuda a manter a pele mais jovem. Isso porque os antioxidantes ajudam a combater os radicais livres das células (são eles os “culpados” pelo envelhecimento precoce).

Além disso, o resveratrol também protege a pele das agressões do dia a dia, como a poluição, raios UV, estresse e até mesmo produtos industrializados que usamos, que estimulam a produção de gordura no rosto. E ainda: para quem quer combater s acne, esse antioxidante é um ótimo aliado já que atua como anti-inflamatório.

As peles secas também podem se beneficiar do vinho, pois ele ajuda a restaurar a umidade da pele, deixando-a com aspecto saudável e jovem.

Até mesmo os cabelos e unhas podem melhorar com o consumo prudente do vinho, já que uma de suas substâncias é o silício, um mineral capaz de ajudar na calcificação dos tecidos ósseos e vasos sanguíneos. Desse modo, promove a proteção das unhas e cabelos.

Benefícios gerais do vinho

Não achou suficiente os benefícios citados acima? Não se preocupe, listei outros abaxi para você se convencer que o vinho é um ótimo aliado para manter a sua saúde em dia. Confira:

  1. Diminui o risco de diabetes;
  2. Previne Alzheimer e demência;
  3. Retarda o crescimentos de células de tumores;
  4. Ajuda a prevenir o câncer;
  5. Acelera o metabolismo e, dessa forma, ajuda na perda do peso;
  6. Ajuda no funcionamento da flora intestinal;
  7. Tem alto poder anti-inflamatório e antimicrobiano.

Mito x Verdade

É recomendado tomar de 1 a 2 taças de vinho por dia – Verdade! Embora pareça muito, se o vinho for seco (o que significa menos açúcar), é recomendável ingerir essa quantidade. Para mulheres, uma taça, já que as enzimas presentes no estômago as fazem processar mais rapidamente o álcool. Já os homens, duas taças são o suficiente. Mais do que isso, só em eventos sociais e sempre acompanhado de muita água.

Veja: Dicas saudáveis para você começar a comer bem

O vinho tinto é melhor para a saúde do que o branco – Mito! Até pouco tempo atrás, era nisso que muitas pessoas acreditavam, por conta da maceração da uva e a casca (já que é na mesma que se concentra a maioria dos benefícios) durante o processo do vinho tinto. Mas segundo pesquisas feitas pelo Journal of Agricultural & Food Chemistry, o vinho branco pode ser tão benéfico quanto o tinto.

O vinho pode reduzir os sintomas da depressão – Verdade! Uma pesquisa feita na Espanha mostra que, entre os consumidores de vinho, 32% apresentou menos sintomas da doença!

Hipócrates considerava o vinho um medicamento – Verdade! O “pai da medicina” usava o vinho para amenizar a dor do parto, para ajudar a ter uma dieta saudável e até mesmo para desinfetar feridas.

Quanto mais antigo o vinho, melhor – Mito! Em inúmeros casos, o oxigênio em contato com as substâncias do vinho podem até mesmo oxidá-lo, o que resulta em um gosto azedo. São poucos – e caros! – os vinhos que podem ser armazenados por um período maior do que dez anos, então fique de olho. 

A Rainha Elizabeth II bebe vinho todos os dias – Verdade! Segundo O Globo, todos os dias a rainha ingere uma taça durante o almoço e uma taça de champanhe à noite. Lembrando que ela segue firme e forte aos 92 anos. Essa é uma boa prova de que o hábito – consciente, é claro – pode dar resultados ao longo prazo para a sua saúde!

Resultado de imagem para rainha elizabeth vinho

Alguns cuidados com a armazenação do vinho

  • Jamais deixe o vinho no sol ou perto de muita luz: o ideal é mantê-lo entre uma temperatura de 12 a 14 graus, sem exposição à claridade, já que isso afeta o gosto do vinho, podendo fazê-lo perder seus aromas e até mesmo amargá-lo;
  • Mantenha o vinho na posição horizontal: Assim, a rolha também fica em contato com o líquido, impedindo-a de secar. A rolha seca pode se quebrar em vários pedaços ao ser aberta, por isso é importante manter a posição correta de armazenamento;
  • Após aberto, consumir o vinho rapidamente: a bebida perde seu sabor e aromas ao contato com o oxigênio. Se for deixá-lo na geladeira, consumir em até 2 dias, e muito bem fechado.

Descubra: O Guia Completo de cuidados com os bebês durante o inverno

Mas atenção: é importante consumir com moderação e responsabilidade!

Como tudo na vida, o vinho também deve ser consumido com moderação e cautela. Opte por vinhos de produtores de sua confiança e, se possível, com a menor quantidade de aditivos químicos o possível. Ingerir a bebida durante as refeições também é uma boa prática a ser seguida.

Agora que você já sabe de todos os benefícios do vinho, que tal se servir de uma taça a e apreciar o gosto dessa bebida tão impressionante?

Clarice Abreu

Sobre a Drª. Clarice Abreu

Sou médica especialista em Cirurgia Plástica e Cirurgia Craniomaxilofacial, com formação nacional e internacional em Cirurgia Plástica Estética e Reparadora e em Cirurgia Plástica e Craniofacial Pediátrica. Estou comprometida com um atendimento diferenciado e humanizado, respeitando a individualidade de cada paciente e valorizando seus aspectos psicológicos, suas motivações e expectativas pessoais.