Início » Blog » Tudo o que você precisa saber sobre a braquioplastia

Tudo o que você precisa saber sobre a braquioplastia

Imagine a seguinte situação: você segue uma alimentação saudável, pratica atividades físicas frequentemente e já fez de tudo para  diminuir as suas medidas, porém aquele excesso de pele no “músculo do tchauzinho” continua lá, firme e forte. Milhares de mulheres e homens passam por esse quadro chato, mas será que existe solução para este problema?

Sim! A braquioplastia, também conhecida como lifting de braço ou braquial, é uma cirurgia plástica criada especialmente para retirar o excesso de pele desse local e devolver a aparência e a sensação de um braço firme.

Por que essa flacidez acontece?

Os motivos para que aconteça a flacidez da pele, seja dessa região ou de outra, podem ser inúmeros como, por exemplo, envelhecimento e mudanças bruscas no peso.

Esses fatores culminam na perda de elasticidade, o que faz com que a pele do braço balance quando você dá um “tchauzinho” para alguém. Por isso, na maioria dos casos, mesmo com alimentação correta e uma rotina de exercícios para fortalecer o tônus muscular, esse excesso de pele não vai embora. Caso isso te incomôde muito, esse tipo de lifting pode ser a solução.

Além disso, esse tipo de cirurgia plástica não apenas retira o tecido flácido, mas também pode ser uma altenartiva mais “rápida” para remover a gordura localizada da região entre a axila e o cotovelo.

Para quem é indicada a braquioplastia?

Além dos motivos citados acima, para a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) esse tipo de intervenção é indicada preferencialmente para aqueles que:

  • Não são fumantes;
  • Adultos de qualquer idade em que o peso não sofra grandes variações;
  • Adultos que não estejam acima do peso;
  • Adultos sem nenhum tipo de doença que possa aumentar os riscos durante a cirurgia ou prejudicar a cicatrização das incisões.

Displaying IMAGEM2.jpg

Quais são os cuidados do pré-operatório?

Assim como a maioria das intevenções cirurgicas, a braquioplastia exige que o paciente no pré-operatório faça os exames pedidos, evite tomar remédios que aumentem as chances de sangramento e, caso seja fumante, que pare de fumar antes da cirurgia (de preferência, seguindo o perído de tempo indicado pelo seu médico). Além de seguir as indicações personalizadas dadas pelo cirurgião plástico responsável pela cirurgia.

Falando nisso, é muito importante que a pessoa que vá fazer a braquioplastia se sinta confortável com o médico escolhido, afinal, apesar de não ser uma cirurgia de alto risco, é importante que o paciente tenha confiança no profissional escolhido. Por isso, busque tirar todas as dúvidas sobre o processo antes mesmo de “fechar negócio” sobre a operação. Outra dica é pedir segundas e terceiras opiniões sobre o método a ser utilizado e também sobre o cirrugião.

Displaying IMAGEM3.jpg

Além disso, é importante que você seja sincero durante o procedimento, informando tudo o que lhe for questionado e não escondendo nenhum tipo de informação

Como é a cirurgia de braquioplastia?

Após a sedação do paciente, o cirurgião plástico fará as incisões na pele para remover esse excesso, sendo que o tamanho do corte dependerá diretamente da quantidade de tecido a ser retirado e restruturado.

O mais comum é que as incisões sejam feitas na parte de trás e/ou interior do braço, permitindo que a cicatriz seja a mais discreta o possível, sendo que ela pode começar a partir da axila ou acima do cotovelo.

Nesse momento, caso seja necessário, também será feita a remoção de gordura localizada. Após isso, os tecidos daquela região são moldados a partir de suturas internas, que dão sustentação a tudo que estava flácido.

Com tudo pronto, caso não tenha nenhum tipo de complicação , as incisões são fechadas e a cirurgia é finalizada. Todo esse processo pode demorar de duas a três horas.

Como é o pós-operatório?

Após a braquioplastia, curativos são colocados no local para evitar que o paciente mexa a região e provoque alguma complicação. Apesar do período de internação ser rápido, cerca de um dia, é necessário não levantar os braços, nem carregar peso ou fazer movimentos bruscos por, no mínimo, 21 dias, o que deixa o pós-operatório um pouco mais longo.

Caso seja necessário, há a possibilidade da implantação de um dreno para retirar possíveis fluídos na região. Outra opção é a drenagem linfática, que auxilia na diminuição do inchaço.

Displaying IMAGEM5.jpg

 

4 dúvidas mais frequentes sobre braquiplastia

1 – Quanto tempo depois de cirurgia é possível ver o resultado?

Apesar dos possíveis hematomas e inchaços da cirurgia, o resultado pode ser visto logo após o procedimento, com a acentuação do contorno da região e da aparência de tonificação, já que o braço é remodelado durante a operação.

Porém, o tempo para ver o resultado final depende do ritmo de recuperação e cicatrização da pele e dos tecidos do paciente, embora o tempo padrão seja de seis meses.

2 – Quais podem ser as complicações dessa cirurgia?

Assim como qualquer outro tipo de cirurgia, a braquioplastia possui diversos riscos, porém os mais comuns são: cicatrização inadequada, dormência e mudança na sensibilidade da região, flacidez regular (ou seja, após pouco tempo retornar a aparência de flacidez), assimetria da região, necrose da pele, reação à anestesia, inchaço recorrente, possibilidade de uma nova cirurgia para correção de falhas, entre outros.

3 – Como é a cicatriz?

A cicatriz depende muito do método utilizado pelo médico e pela quantidade de pele retirada. Porém, é preciso muito cuidado para que a essa marca não se torne algo disforme, visto que essa é uma região muito sensível devido à sua localização e também por ser uma camada muito frágil.

Além disso, outra indicação é evitar a luz solar durante até o final da recuperação, já que ela pode ser responsável pelo escurecimento da cicatriz, o que pode deixar o sinal bem mais visível.

4 – Qual é a diferença entre uma lipo no braço e a braquioplastia?

A lipoaspiração foi criada para retirar a gordura de uma área específica, ou seja, ela apenas retira os excessos que existem no local. Já a braquioplastia, que pode incluir o processo de lipo, mexe mais diretamente com a pele e o tecido do braço, diminuindo o aspecto de flácidez e recriando o contorno daquela região. Assim, o braço perde a aparência de ser “molinho” e volta a ser firme.

Clarice Abreu

Sobre a Drª. Clarice Abreu

Sou médica especialista em Cirurgia Plástica e Cirurgia Craniomaxilofacial, com formação nacional e internacional em Cirurgia Plástica Estética e Reparadora e em Cirurgia Plástica e Craniofacial Pediátrica. Estou comprometida com um atendimento diferenciado e humanizado, respeitando a individualidade de cada paciente e valorizando seus aspectos psicológicos, suas motivações e expectativas pessoais.