Início » Blog » Guia do Pós-operatório: Dicas para uma recuperação tranquila

Guia do Pós-operatório: Dicas para uma recuperação tranquila

Um dos fatores mais importantes para garantir uma boa recuperação após uma cirurgia é a qualidade do pós-operatório, seja de um procedimento mais simples ou de algo mais complexo ou delicado.
 
Durante um período de aproximadamente 60 dias após o procedimento, o corpo passa por um processo de fortalecimento e recuperação dos transtornos causados pela intervenção cirúrgica. Afinal, ele percebe que algo mudou e precisa se readequar a isso.
 
Todo cuidado é pouco nesse período, já que o organismo está mais propenso a desenvolver algum tipo de infecção por estar mais fragilizado. Quando ocorre uma complicação decorrente disso, o sonho da cirurgia pode se tornar um pesadelo.
 
Mesmo quando o paciente recebe alta, isso não é sinônimo de que o período de cuidados acabou. Na verdade, é aí que se inicia o período crucial de recuperação dos “danos” causados pela intervenção cirúrgica. Como o paciente está em casa, sem a supervisão da equipe médica, é preciso ainda mais responsabilidade.
 
 
 
 
 
Para te ajudar a passar por essa fase, fiz um pequeno “guia de pós-operatório” com tudo o que você precisa saber para ter uma recuperação tranquila. Essas dicas podem ser usadas para qualquer tipo de cirurgia. Já arrumou um lugar para anotar? Então, vamos lá!
 

Dê tempo ao tempo

 
Antes de tudo, é preciso ter em mente que o pós-operatório tem o seu próprio tempo para acontecer. Ou seja, não adianta tentar forçar o seu corpo a voltar a funcionar normalmente, quando ele está direcionando boa parte de sua energia para recuperar a região que foi afetada pela cirurgia. 
 
Por isso, siga as instruções médicas sobre o tempo que você deve ficar em repouso, assim como as orientações sobre como voltar à sua rotina. Afinal, cada vez que você se esforça, maiores são as chances de prejudicar o seu processo de recuperação.
 

Cuide das suas cicatrizes

 
O resultado das suas cicatrizes será diretamente proporcional ao cuidado que você teve durante o pós-operatório. Afinal, é nesse período crucial que todos os tecidos estão se reestruturando.
 
Por exemplo: se você fez uma cirurgia na região mamária, o indicado nos primeiros dias é não levantar os braços, não carregar peso e ficar em repouso relativo, para evitar com que a sutura seja prejudicada.
 
Como já disse antes, nesse período é comum que o corpo fique com a imunidade baixa, sendo uma porta de entrada para infecções e inflamações que podem distorcer a sua cicatriz, deixando-a como uma marca desagradável para sempre.
 
Por isso, para uma boa cicatrização, siga estritamente as indicações de repouso e de medicações dadas pelo seu médico.
 

Durma bem 

 
Dependendo do tipo de cirurgia, dormir pode ser uma tarefa bem complicada. Porém, o sono é de extrema importância nesse período e deve ser priorizado durante o repouso. Sente dificuldade para dormir? Veja algumas dicas para melhorar a qualidade do seu sono.
 
Tenha um colchão confortável:
Mesmo fora do período de pós-operatório, o seu colchão é um fator determinante para os seus momentos de descanso. Prefira sempre os colchões firmes, mas que sejam macios ao toque, assim você evita que surjam pontos de pressão no corpo. Além disso, para aqueles pacientes que precisam ficar muito tempo deitados no pós-operatório, escolha um material que não esquente muito.
 
 
 
 
Use o travesseiro a seu favor:
Durante o período de recuperação, travesseiros podem ser ótimos aliados (isso mesmo, no plural – é importante ter mais de um), já que eles poderão te ajudar a encontrar uma posição confortável para dormir, assim como servir de apoio.
 
Por exemplo, se você estiver com problemas para se mover, prefira travesseiros altos, pois eles permitem que você respire melhor. Além disso, deixe travesseiros ao lado dos seus braços, para que você tenha onde se apoiar, caso queira se levantar ou mudar de posição.
 
Cuidado com a sua posição:
O mais indicado no pós-operatório na grande maioria dos casos é que o paciente durma de barriga para cima.  Assim, a respiração flui mais facilmente e a mobilidade também pode ser feita sem muitos esforços.
 

Vá além do Dr. Google

 
Com a praticidade da internet, hoje em dia é muito mais fácil procurar no Google o que pode significar uma dor ou um sintoma. Porém, quando você está no período de pós-operatório, a melhor opção é entrar em contato diretamente com o médico responsável pela sua cirurgia. 
 
Peça sempre a opinião do seu cirurgião em caso de dúvidas! Afinal, o seu cirurgião já conhece o seu caso e conseguirá descobrir muito mais facilmente se o que você está sentindo é normal ou se é sintoma de uma complicação.
 
É importante ter um médico cirurgião de confiança, para se sentir confortável em tirar dúvidas sempre que possível. Não tenha vergonha de perguntar, mesmo que pareça uma dúvida boba!
 

Busque apoio familiar

 
Como eu já disse anteriormente, independente do tamanho da cirurgia, todo tipo de intervenção precisa de cuidados específicos para garantir uma recuperação tranquila. Entretanto, esse período, na maioria dos casos, não é algo muito agradável. 
 
Além dos cuidados para evitar que o paciente sinta algum tipo de incômodo, é importante saber que a sua saúde mental também deve receber atenção nessa fase de recuperação. Por isso, busque apoio na sua família e amigos, converse com eles e peça ajuda sempre que necessário. 
 
Ter uma rede de apoio é importante para que você não se sinta sozinho e tenha sempre em mente que, quando precisar, terá uma mão extra para te amparar.
 

Trabalho: volte para a rotina, mas aos poucos

 
Com o passar do tempo, a sua rotina voltará ao normal e você conseguirá reintroduzir hábitos antigos no seu dia a dia. Mas como eu já disse antes, nada de atropelar o seu cronograma e forçar o seu corpo em algo que você não está acostumado. 
 
Por isso, cada caso é visto de forma individual, analisando a gravidade da cirurgia, evolução da cicatrização, possibilidade de infecções, entre outros fatores que são decisivos para saber quando o paciente estará apto para voltar à rotina de trabalho.
 
 
 
 
Gostou das dicas? Se você ficou com alguma dúvida, eu vou te ajudar!
 
Além do blog, eu também tenho um canal no YouTube. Nele, eu explico vários tipos de cirurgias e sobre como lidar com o pós-operatório de cada uma delas. Os vídeos são postados semanalmente e você pode deixar a sua dúvida nos comentários! 
 
Para se inscrever no meu canal, é só clicar aqui ou buscar por Clarice Abreu no YouTube. Espero por você lá, ok? Até a próxima!
Clarice Abreu

Sobre a Drª. Clarice Abreu

Sou médica especialista em Cirurgia Plástica e Cirurgia Craniomaxilofacial, com formação nacional e internacional em Cirurgia Plástica Estética e Reparadora e em Cirurgia Plástica e Craniofacial Pediátrica. Estou comprometida com um atendimento diferenciado e humanizado, respeitando a individualidade de cada paciente e valorizando seus aspectos psicológicos, suas motivações e expectativas pessoais.