Início » Blog » Como conseguir conciliar gravidez e o trabalho?

Como conseguir conciliar gravidez e o trabalho?

Segundo um estudo divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), entre 2012 e 2013, 69,3% das brasileiras engravidaram pelo menos uma vez nesse período. E esse número não para de crescer. Anualmente, milhares de mulheres engravidam e, na maioria dos casos, são obrigadas a lidar com a seguinte questão: “como vou fazer para conciliar a gravidez com o meu trabalho?”.

São poucos os casos em que a mulher tem o privilégio, ou até mesmo desejo, de poder parar de trabalhar para curtir o período de gestação. Além disso, muitas vezes, é nesse momento que a mulher mais foca em sua carreira, pois sabe que dali para frente terá que dividir sua atenção e suas responsabilidades entre o pequeno ser que está a caminho e todo o resto de sua vida.

Por isso, é preciso tomar todos os cuidados necessários para conseguir conciliar a gravidez com o trabalho, saber respeitar o limite do seu corpo e seguir as indicações do seu obstetra. Afinal, ele é a pessoa que você confiou para fazer o acompanhamento de todo o processo até o nascimento do seu bebê, por isso é preciso ouvi-lo.

 

Até quando eu posso trabalhar na gravidez?

A lei do Ministério do Trabalho garante que a mulher pode trabalhar até o último dia de gestação se assim desejar e for liberado pelo obstetra responsável.

Entretanto, em uma gestação sem complicações, a licença maternidade pode ser solicitada a partir da 32ª semana ou 28 dias antes do parto. 

É importante ressaltar que a mulher precisa passar por consultas rotineiras com o seu obstetra para garantir que nem ela e nem o bebê serão prejudicados, caso ela decida continuar trabalhando até o último instante. Lembrando que a licença-maternidade obrigatória é de, no mínimo, 120 dias.

 

Cuidados no primeiro trimestre de gravidez durante o trabalho

Nesse período, poucas mulheres desconfiam da gravidez (pelo menos nas primeiras semanas), porém é um dos momentos em que é preciso ficar mais atento, já que a maioria das malformações e abortos espontâneos acontecem nessa época.

Por isso, caso você tenha descoberto a gestação, tome todos os cuidados indicados pelo seu médico e tente evitar o estresse e fazer grandes esforços. Também busque melhorar a sua alimentação durante o dia, evitar cafeína e ingerir as vitaminas indicadas pelo seu obstetra.

 

Cuidados no segundo trimestre de gestação

Com a chegada do segundo trimestre, a gravidez começa a dar os seus sinais, ou seja, a barriga começa a aparecer. Por isso, é essencial que você já tenha feito o aviso da gestação aos seus superiores.

Nesse período, será preciso realizar alguns exames necessários, por isso, saiba que todas as gestantes têm garantido por lei o direito de dispensa do trabalho para, no mínimo, seis consultas médicas. Além disso, fique preparada que alguns desconfortos, como o inchaço e sensação de calor, que podem começar a aparecer e a te incomodar durante o trabalho.

 

Cuidados no terceiro trimestre

Você está quase no final da gestação, então é preciso tomar todo o cuidado possível. As dores na coluna serão mais comuns, já que o peso da barriga e dos seios serão bem maiores do que o comum. Além disso, a vontade de ir ao banheiro será bem constante e pode ser algo muito irritante.

Por isso, converse bastante com o seu médico e com seu companheiro para saber se vale mesmo a pena trabalhar até o último dia ou para descobrir até quando será melhor para vocês.

 

5 hábitos para adquirir no trabalho durante a gravidez

1 – Beba água

É muito importante ingerir, no mínimo, dois litros de água por dia, agora imagine isso quando você está carregando outro ser humano dentro de você? Por isso, mantenha-se hidratada durante todo o dia, mesmo que isso acabe te irritando devido às inúmeras idas ao banheiro. É preciso manter o seu bem-estar e do bebê, e a água pode ajudar bastante nisso.

2 – Use roupas e sapatos confortáveis

Caso a empresa que você trabalhe tenha um “dress code” exigente, pergunte ao seu superior se você pode manter a indicação com peças mais confortáveis. Por exemplo, peça para trocar a sandália de salto por uma sapatilha. Em qualquer ocasião, é preciso sentir-se confortável para conseguir fazer um bom trabalho, durante a gravidez essa necessidade triplica.

3 – Não pule refeições

Sabemos que muitas vezes, no calor da concentração no trabalho ou no acúmulo de coisas para fazer, esquecemos de nos alimentar e ficamos horas sem colocar nada no estômago. Porém, isso é algo proibido para grávidas, já que isso pode até mesmo causar um grande mal-estar. Tenha em sua mesa alguns snacks para comer a cada três horas ou quando sentir fome, mas nada de deixar de lado as principais refeições.

4 – Faça intervalos para descansar

Aproveite algumas brechas durante o dia para descansar um pouco. Por exemplo, se você trabalha o dia todo sentada, tente dar uma voltar no andar, caso você trabalhe de pé, busque sentar quanto tiver oportunidade. Afinal, o peso da barriga ou os possíveis inchaços que podem surgir se tornarão um grande incômodo. Por isso, é melhor tentar fazer algumas pequenas mudanças de hábito para evitá-las.

5 – Aceite ajuda ou peça ajuda

Esse período é o melhor para aceitar a ajuda do próximo. Afinal, dependendo do estágio da sua gestação, algumas coisas podem se tornar complicadas, além disso é indicado evitar todo tipo de estresse. Por isso, quando algum colega de trabalho oferecer ajuda, aceite e aproveite essas pequenas demonstrações para descansar. Ou, caso você passe por algum momento de dificuldade, peça por ajuda. Todos vão precisar de algum tipo de ajuda na vida e, durante a gravidez, ter essa rede de apoio no trabalho é super importante.

 

Tenho medo de ser demitida. O que eu faço?

Lembre-se que você tem o direito garantido por lei de engravidar e não ser demitida do seu cargo durante a gestação e um período após ela. O Ministério do Trabalho afirma que, após a empresa ter conhecimento da gestação, não é permitido o desligamento da funcionária. Caso isso aconteça, você pode entrar na justiça para pedir a reintegração do cargo ou uma indenização.

Após o parto, a mãe ainda tem a garantia da licença-maternidade e do emprego por até cinco meses.

A melhor arma para se prevenir de um susto e aprender a conciliar essas duas importantes etapas da sua vida, é conhecer o seu direito como gestante e como mãe.

Clarice Abreu

Sobre a Drª. Clarice Abreu

Sou médica especialista em Cirurgia Plástica e Cirurgia Craniomaxilofacial, com formação nacional e internacional em Cirurgia Plástica Estética e Reparadora e em Cirurgia Plástica e Craniofacial Pediátrica. Estou comprometida com um atendimento diferenciado e humanizado, respeitando a individualidade de cada paciente e valorizando seus aspectos psicológicos, suas motivações e expectativas pessoais.